CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Chuvas retiram município de Lagoa do Ouro, no Agreste, do rodízio de abastecimento de água


As chuvas registradas, nos últimos dias, no município de Lagoa do Ouro, no Agreste Meridional, permitiram retirar a população da cidade do rodízio de abastecimento de água. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já está ofertando água todos os dias para os 12 mil moradores da cidade. A melhoria na distribuição de água foi possível graças ao volume de chuva que caiu na região, permitindo que a Barragem de Riacho da Palha, única fonte hídrica de Lagoa do Ouro, atingisse a sua capacidade máxima de acumulação, que é de 25 mil metros cúbicos de água.


Segundo o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Igor Galindo, antes das chuvas, a Barragem de Riacho da Palha estava 40% da sua capacidade de armazenamento, e o abastecimento de água da cidade estava sendo feito por meio de um calendário de um dia com água e quatro dias sem. “Agora, vamos assegurar a retomada do abastecimento diário até final desses ano“, adiantou o gerente, acrescentando que o rodízio tinha sido implementado há cerca de um mês e não havia perspectivas de mudança até o período de inverno da região. “A surpresa das chuvas não esperadas, no período de estiagem, foi muito bem recebida pelos técnicos da Compesa e moradores da cidade“, pontuou Igor Galindo.

Assessoria de Comunicação