CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Boneco gigante de Bolsonaro vai brincar carnaval no Recife e Olinda; veja vídeo

Imagem do futuro presidente Jair Bolsonaro, que já figura entre os mais de 400 personagens confeccionados pela EmbaixadaFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Mantendo a tradição retratar presidentes, a Embaixada de Pernambuco dos Bonecos Gigantes de Olinda apresentou sua mais nova peça: a imagem do futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL), que já figura entre os mais de 400 personagens confeccionados pela casa. O boneco promete chamar a atenção dos foliões no próximo carnaval, esse conhecido dos pernambucanos onde a irreverência e a política andam de mãos dadas. 

"Nós aqui da embaixada sempre temos a tradição de ter o boneco de presidentes. Tivemos Obama, Angela Merkel, Trump, Lula, Dilma, Temer - que ficou um pouquinho mais polêmico - e agora o novo presidente do país, Bolsonaro", contou Leandro Castro, criador e produtor da Embaixada dos Bonecos Gigantes. Segundo ele, ainda não houve contato com o gabinete de transição para informar o presidente sobre a homenagem.

Leandro Castro, idealizador da Embaixada dos Bonecos Gigantes, ao lado do novo personagem da casa - Crédito: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Ele explicou que a ideia dos bonecos é fazer referência a personalidades que estão em evidência e que seu espaço nunca teve relações com políticos. "A gente mexe com cultura e não com política. Quem conhece nosso trabalho sabe que nós fazemos tudo com recurso próprio, não tem empenho nem do governo, nem do Estado, nada público. Os bonecos aqui da embaixada são conhecidos como uma nova geração dessa tradição dos bonecos gigantes que vai completar centenário aqui no Brasil. É uma cultura que não surgiu no Brasil. Existe na Europa desde a idade média", explicou.

No acervo há um boneco de Maurício de Nassau que faz parte de um projeto que conta a história do Brasil em uma série de 50 bonecos. Segundo o idealizador do espaço, o próximo desfile contará com dois dragões da independência, Bolsonaro, Sérgio Moro, e ainda estão tentando a autorização do futuro ministro de Bolsonaro, o astronauta Marcos Pontes, entre outros personalidades conhecidas.

Inevitavelmente, os personagens políticos acabam chamando mais atenção por mexer com paixões e ideologia. Leandro conta que teve a oportunidade de promover o encontro entre o presidente da Coréia do Norte, Kim Jong-Un com o norteamericano Donald Trump, justamente quando a relação entre os dois estava mais acirrada. A reunião de fantasia dos bonecos ajudaram a entender e refletir sobre temas da atualidade.

Personagens criados pela Embaixada de Pernambuco dos Bonecos Gigantes de Olinda - Crédito: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Em certas ocasiões, os bonecos geram controvérsias. Foi o caso do boneco do presidente Michel Temer (MDB), que gerou críticas diante do cenário pós-impeachment. "Ficou um tempo aqui e aí ficou muito polêmico. Estão muito polarizadas as coisas. Nossa ideia é criar alegria, a gente não precisa ser intimidado por isso. Os bonecos fazem todo mundo pensar sobre um assunto. As pessoas têm que saber que vive em democracia", ponderou o criador da Embaixada.

Curadoria - escolha dos personagens é pautada nos destaques do mainstream e também no noticiário nacional e internacional. Por exemplo, na época do incêndio do Museu Nacional, a Embaixada prestou uma homenagem retratando Luzia, o fóssil humano mais antigo da América do Sul, que estava entre os milhões de peças atingidas pela tragédia. Outro exemplo foi a homenagem prestada ao escritor, editor e cartunista Stan Lee, a embaixada produziu uma série de personagens criados por ele, como Homem Aranha e Mulher Maravilha.

Confecção - Fica a cargo da esposa de Leandro, Sineide Castro, a criação e confecção dos figurinos dos bonecos, assim como os cabelos. "Eu mesmo vou escolho o tecido, crio e eu mesma costuro", conta Sineide. O processo de confecção conta, ainda com o trabalho do escultor Antônio Bernardo, que cria os moldes das expressões faciais em argila para que sejam produzidas as cabeças, que são finalizadas em fibra de vidro. Além disso, outros profissionais cuidam da pintura. São 12 profissionais trabalhando nas duas sedes da embaixada, mas os desfiles de carnaval chegam a mobilizar 150 pessoas.

A Embaixada - O espaço localizado na Rua do Bom Jesus 183, Recife Antigo (desde 31 de julho de 2009), abriga a exposição permanente de 63 bonecos gigantes, dentre os 300 existentes desta nova geração que materializa ícones como: Alceu Valença, Michael Jackson, Chacrinha, Ayrton Senna, Chico Science, Domiguinhos, Luíz Gonzaga, Rita Lee, Lampião, Tim Maia, Silvio Santos, Mauricio de Nassau, Papa Francisco, Cartola, Joaquim Barbosa, Lulu Santos, Elvis Presley, Pelé, Neymar entre outros.

Vídeo:



Via FolhaPE