CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Agredida por ex-diplomata, atriz afirma que marido já fez mais vítimas


Pelo menos três mulheres que mantiveram relacionamentos com o ex-diplomata Sergio Schiller Thompson-Flores, foragido após ter tido a prisão preventiva decretada pela Justiça por tentativa de feminicídio contra a mulher, a atriz Cristiane Machado, procuraram a vítima para contar que também sofreram maus- tratos. Elas entraram em contato por telefone depois de assistirem à reportagem do “Fantástico”, da TV Globo, que exibiu, no domingo, imagens de agressões sofridas pela atriz, que instalou câmeras dentro do quarto do casal para flagrar as violências cometidas pelo marido. Nas cenas, é possível ver Thompson-Flores tentando enforcá-la com um fio de telefone.

Segundo Cristiane, uma das vítimas chegou a registrar queixa numa delegacia, mas acabou voltando atrás a pedido do ex-diplomata. Hoje, com a Lei Maria da Penha, não é mais possível que mulheres retirem queixa por agressões de seus companheiros.

A Delegacia de Capturas procura pelo ex-diplomata e já tem em mãos seis endereços, inclusive o de uma fazenda em São Paulo, onde ele poderia estar escondido. Raphael Mattos, advogado de Thompson-Flores, alega que seu cliente é inocente. Defende que as imagens captadas pela atriz foram editadas e diz que o ex-diplomata está aguardando decisão sobre um pedido de habeas corpus. Caso o recurso seja negado, diz, ele deverá se entregar à polícia.

O relacionamento entre a atriz e o ex-diplomata sempre foi conturbado. Eles se casaram em novembro do ano passado e logo depois veio a primeira agressão — um empurrão e um tapa no rosto. Em seguida, durante uma briga, Thompson-Flores, além de bater na mulher, quebrou a casa. Com medo, Cristiane procurou a polícia. Ele foi preso em flagrante, mas foi solto após pagar fiança, com a determinação de não se aproximar mais dela. Como o casamento no religioso já estava marcado, a atriz decidiu perdoar o marido. A violência, porém, não deu, segundo ela, trégua.

O advogado de Thompson-Flores contesta acusações de Cristiane. Segundo ele, há outro pedido de prisão contra o ex-diplomata por ele ter se aproximado da atriz, descumprindo medida protetiva. Mas, de acordo com Mattos, o encontro teria acontecido de comum acordo:

— Há muitas coisas a serem ditas à Justiça. Meu cliente não descumpriu ordem judicial de medida protetiva, ele esteve com a mulher a pedido dela. Chegaram a viajar para o Peru, para o Caribe.

Mattos diz que Cristiane faz acusações movida por interesses financeiros. Um contrato assinado pelo casal, homologado pela Justiça, prevê que a atriz, em caso de separação, receba R$ 400 mil. O documento estabelece ainda que, se houver traição ou agressão, o valor será acrescido de mais 200 salários-mínimos. O advogado Sylvio Guerra, que representa Cristiane, cobra agora na Justiça R$ 605 mil por conta da separação.

— Não consigo entender que relação tem o contrato com uma tentativa de feminicídio, de uma agressão sem limites, diz a atriz.

Via PE Notícias