CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Suspeito de mostrar órgãos genitais a jovem em ônibus é detido no Recife

Suspeito de mostrar órgãos genitais em ônibus foi encaminhado para Delegacia da Mulher, em Santo Amaro/Foto: Ed Machado / Folha de Pernambuco

Um homem suspeito de mostrar os órgãos genitais em um ônibus no bairro de Santo Antônio, área central do Recife, foi autuado na tarde desta segunda-feira (1º) após uma passageira denunciar o ato. A detenção do suspeito ocorreu quando, segundo a polícia, por volta das 15h, o motorista da linha Jardim Brasil I parou o veículo e pediu ajuda a uma viatura da 1ª Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma), que passava na rua do Imperador Pedro II, onde aconteceu a confusão.

De acordo com o major Sérgio Souza, do Cipoma, a vítima acusou o suspeito, de 52 anos, cuja identidade não foi revelada, e outros passageiros teriam agredido o homem. "Estávamos efetuando um deslocamento pela rua quando o coletivo parou e pediu nosso apoio. Ele já estava machucado porque os outros passageiros partiram para cima. Pedimos para que todos descessem, contivemos ele e fizemos a condução até a Delegacia da Mulher [no bairro de Santo Amaro]", disse.

Ainda segundo o major, o homem apresentava sinais de embriaguez e afirmava que foi vítima de um golpe e que a mulher o usou de isca para que outros homens roubassem seus documentos. "Ele tem insistido em dizer que foi uma isca, mas não entendemos o que ele quer dizer com isso. A vítima foi muito categórica em afirmar que ele mostrou, e a testemunha também", contou o policial.

A vítima, uma jovem de 23 anos que não quis ser identificada, contou que estava sentada na parte de trás do ônibus, e o homem estava do lado oposto ao assento dela e ficava olhando para ela. "Ele ficou olhando muito para o meu lado. Quando olhei, ele já estava com a calça aberta, com as coisas para fora. No mesmo instante, mostrei a uma senhora que estava na frente, para não dizerem que era mentira minha. Então levantei, corri e disse que era um tarado", contou.

Ainda segundo a jovem, dois homens que estavam no ônibus seguraram e bateram no suspeito, que dizia que ela estava mentindo. "Fiquei sem ação, mas depois me levantei e disse que ele era tarado porque ele poderia fazer algo pior ou vir para o meu lado. Como eu já passei por uma situação parecida com essa no ano passado e eu simplesmente desci do ônibus, dessa vez levantei e falei", disse.

A vítima diz que se sente insegura e teme que ele continue fazendo a mesma coisa, porque, segundo ela, o suspeito já foi visto outras vezes nessa ação."Você não pode andar na rua com camisa folgada, calça, tênis e acontece isso. Não é a roupa que define nada. Acho que é perigoso se ele for solto porque ele pega os ônibus que circulam por onde eu moro", pontuou.

A delegada Tereza Nogueira, da Delegacia da Mulher, está à frente do caso e ouviu os envolvidos. O suspeito foi encaminhado ao Instituto Tavares Buril para ser identificado. 

A Polícia Civil informou que o caso foi tipificado como ato obsceno. Não houve intenção de estupro. Uma irmã do suspeito foi à delegacia e afirmou que ele possui problemas mentais e estaria em crise. Ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Via FolhaPE