CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Moradora reclama da falta de iluminação pública no bairro Nova Esperança em Petrolândia; 'Pagamos iluminação cara, para não ter'.


Uma moradora que preferiu não se identificar do bairro Nova Esperança, em Petrolândia, está revoltada com a falta de iluminação pública em sua rua, segundo ela o bairro tem três postes com as lâmpadas apagadas,fato esse que os moradores reclamam frequentemente com o poder público. 

Segue o depoimento do leitor que preferiu não se identificar:

Olá! Venho aqui falar sobre a minha indignação com a iluminação do Bairro Nova Esperança em Petrolândia, não só eu mas como todos os outros moradores daqui da rua que moro. Me mudei para o bairro há cinco meses, é nesse período que moro aqui. Na verdade a iluminação nunca existiu, isso tá feio. E meus vizinho me falaram que o poste tem mais de dois anos que tá no escuro, e que nunca vieram trocar. A gente seca as pernas de ir atrás e falam que tal dia vão vim, ou sempre dizem que o carro quebrou. Sem contar que pagamos iluminação cara, para não ter iluminação, e outra tem outro poste que fica em frente da casa da minha sogra que a lâmpada é acessa dia e noite, onde está um perigo já que a lâmpada da mesma está virada para o lado, e está causando perigo a todos, então estamos esperando uma providência rápida. Só semana passada fomos três vezes na Prefeitura, inclusive na última sexta-feira, eu estive lá com as numerações do poste, e o carro responsável pelo serviço estava na agrovila, sendo que me falaram que viriam colocar a lâmpada nesta última segunda, onde a mulher que me recebeu falou que o carro estava quebrado, sendo que o carro foi visto por mim de frente da casa do rapaz que faz o serviço. A rua está um perigo, tem três postes que as lâmpadas estão queimadas. Espero que conserte logo.

A leitora informa que reside na rua  da Serralheria de Jardel.

Através da lei no Art. 149-A da Constituição Federal de 1988, o município pode arrecadar a CIP (Contribuição de Iluminação Pública) dos proprietários de imóveis e consumidores de energia elétrica, com a finalidade de custear a operação, manutenção, expansão e o consumo de energia elétrica dos serviços de iluminação pública prestados pela prefeitura.

A reportagem do blog deixa o espaço aberto caso os responsáveis da Prefeitura, queiram presta esclarecimentos sobre o fato.

Por Redação/Informações: leitor anônimo