CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

sábado, 27 de outubro de 2018

Joaquim Barbosa declara voto em Fernando Haddad


SÃO PAULO - O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa declarou na manhã deste sábado voto no candidato do PT, Fernando Haddad. O gesto era esperado pelo petista desde o início do segundo turno, quando começou a costurar alianças para tentar superar nas urnas Jair Bolsonaro (PSL).

O ex-ministro explicou, em sua conta no Twitter, que o voto era uma escolha racional, e que como um dos candidatos “inspira” medo, ele optava por Haddad.


“Votar é fazer uma escolha racional. Eu, por exemplo, sopesei os aspectos positivos e os negativos dos dois candidatos que restam na disputa. Pela primeira vez em 32 anos de exercício do direito de voto, um candidato me inspira medo. Por isso, votarei em Fernando Haddad.”

Logo após o primeiro turno, Haddad teve um encontro com Barbosa, em Brasília , na tentativa de construir uma frente democrática. Mas o ex-ministro só se pronunciou agora, na véspera do segundo turno.

Barbosa é filiado ao PSB. O partido já declarou apoio, no segundo turno, a Haddad. O ex-ministro havia sido convidado pela sua legenda para disputar a Presidência da República,  mas, em maio, decidiu não entrar na disputa pelo Palácio do Planalto por razão "estritamente pessoal".

No Supremo, o ex-ministro foi relator do mensalão, primeiro grande escândalo da era petista no poder, em 2002. Na ação, Barbosa foi favorável às condenações de dois ex-presidentes do PT: José Dirceu e José Genoino. A dupla acabou condenada e cumpriu pena de prisão.

Por Jornal O Globo