CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

domingo, 28 de outubro de 2018

Em Fortaleza, Ciro diz que fará oposição a quem quer que vença

Ciro votou na Secretaria de Saúde do Governo do Ceará, em Fortaleza/Foto: Reprodução/Instagram

Ciro Gomes (PDT) declarou neste domingo (28) que fará oposição a qualquer candidato que vença a eleição presidencial e disse que a polarização presente na política é um mal para o país. Ele classificou o cenário eleitoral apresentado aos eleitores como um desastre.

"Se eu quisesse aderir a uma força ou outra teria feito antes. Esses dois projetos que se antagonizam no Brasil neste momento não respondem à necessidade de desarmar essa bomba de confrontação de ódio que vem destruindo a economia brasileira e agravando a condição social do povo brasileiro", afirmou.

"Eu atravessei esse quadro porque acho que o país precisa desesperadamente desarmar essa bomba. Por não acreditar que o vencedor possa desarmar essa bomba, eu declaro que farei oposição a qualquer um que seja o vencedor", afirmou Ciro após votar na Secretaria de Saúde do Governo do Ceará, em Fortaleza. Ciro disse ainda que nos últimos quatro anos o Brasil não pôde trabalhar e que o debate nacional está marcado pela intolerância.

"Você elege uma banda do país e a outra fica em oposição rasteira e destrutiva. E quem sofre com isso é o povo. Vou votar contra a intolerância, mas farei oposição a quem vencer." Sobre o PT pedir seu apoio, Ciro, que esteve em Paris durante quase toda a campanha do 2° turno e retornou ao Brasil apenas na sexta (26), disse que não deve sua presença a ninguém. "A quem eu devo essa presença?", perguntou.

Via FolhaPE