CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Bolsonaro diz que Folha de S.Paulo não receberá recursos federais e William Bonner rebate

“No que depender de mim, imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal”, disse/Fotos: Reprodução / TV Globo

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) criticou de forma veemente o jornal “Folha de São Paulo” durante entrevista ao “Jornal Nacional”, na noite desta segunda-feira (29). Ele disse que o impresso paulista “por si só, esse jornal se acabou”.

Bolsonaro citou o caso de uma funcionária chamada Walderice, que trabalhava em seu gabinete, mas, segundo o jornal, era uma funcionária fantasma.

“Não quero que [a Folha] acabe. Mas, no que depender de mim, imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal”, disse o capitão do Exército reformado.

Após o presidente eleito falar, o apresentador do telejornal, William Bonner, pediu a palavra.

“Como editor-chefe do Jornal Nacional, eu tenho um testemunho a fazer. Às vezes, eu mesmo achei que críticas que o jornal Folha de S.Paulo tenha feito ao Jornal Nacional me pareceram injustas. Isso aconteceu algumas vezes. Mas para ser justo do lado de cá, eu preciso dizer que o jornal sempre nos abriu a possibilidade de apresentar a nossa discordância”, falou Bonner.

E acrescentou: “A Folha é um jornal sério, um jornal que cumpre um papel importantíssimo na democracia brasileira. É um papel que a imprensa profissional brasileira desempenha e a Folha faz parte desse grupo da imprensa profissional brasileira”.

Bolsonaro apenas ouviu e não respondeu.

Via Varela Notícias