CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

domingo, 23 de setembro de 2018

Armando Monteiro acena a Marília


Em Garanhuns, no Agreste, este sábado (22), o senador Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo do Estado pela frente Pernambuco Vai Mudar, afirmou ter recebido o apoio de 61 lideranças ligadas à vereadora Marília Arraes (PT), que teve a candidatura ao governo do Estado retirada após a aliança entre PSB e PT. Candidata à Câmara, ela também passou o dia em campanha na mesma região.

Mas não houve encontro público entre os dois. “Gostaria de fazer uma homenagem à guerreira Marília Arraes. Esse povo acha que tomou conta do Estado. Mas o povo livre de Pernambuco vai tirar eles do Palácio”, afirmou Armando. No Recife, um grupo de petistas ainda inconformado com a aliança vaiou o governador Paulo Câmara (PSB) durante ato do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad.

Desde o início do mês, Armando Monteiro vem explorando alianças com lideranças do PT no interior, como o apoio dos prefeitos de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), e Calumbi, Sandra Magalhães (PT).

E foi Luciano Duque quem falou oficialmente em nome dos inconformados do PT. “Essas vaias de hoje (ontem) são o resultado de uma forma atrasada de fazer política, impondo suas vontades pela força. São uma resposta da militância às mentiras de um governador que tem sua gestão reprovada pela grande maioria da população”, disparou via assessoria.

Duque era um dos principais incentivadores da pré-campanha da vereadora. Assessores de Marília afirmaram que ela não de pronunciaria sobre o assunto. Ela visitou ontem a Feira de Garanhuns. 

Sobre os 61 nomes que teriam confirmado apoio a Armando, a assessoria do petebista afirmou que o senador não divulgará por “estratégia política”. A equipe complementa afirmando que a exposição dos nomes poderia gerar represálias por parte da Frente Popular contra os políticos envolvidos.

Em caminhada com prefeito do município, Izaías Régis (PTB), Armando criticou o governador afirmando que ele “já teve sua chance” ao comandar o Estado. “O atual governador já teve a chance dele e foi reprovado. Tudo piorou. Agora é a hora de mudar. Eles sabem que vão perder e já começaram o jogo sujo, atingindo as nossas famílias. Mas, se vierem quente, vamos devolver fervendo”.

Via PE Notícias