CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Idoso morre e cinco pessoas ficam feridas em incêndio na Zona Oeste do Recife

Um idoso cadeirante de 89 anos morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas na manhã desta quinta-feira (9) em um incêndio em uma residência na rua Juarez Millet, no bairro do Jiquiá, na Zona Oeste do Recife. O Corpo de Bombeiros (CB) foi acionado por volta das 6h e enviou sete viaturas ao local. Brivaldo Fagundes do Nascimento não conseguiu ser tirado a tempo do quarto em que estava e morreu com queimaduras de terceiro grau em todo o corpo, segundo o tenente do CB Plínio Guilherme.

As chamas atingiram o quarto do idoso e os bombeiros evitaram que se alastrassem para os outros cômodos. Os cinco feridos, que também estavam na casa, foram socorridos para unidades hospitalares pelo CB e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). De acordo com os bombeiros, os familiares informaram que uma vela estava acesa próximo ao quarto do idoso, o que poderia ter provocado o incêndio. O Instituto de Criminalística (IC) vai periciar o local e atestar a causa.

Entre os feridos socorrido pelos Bombeiros, um homem de 43 anos, identificado como Peter Glaydson Fagundes dos Santos, foi conduzido com queimaduras na face e nos braços ao Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife. Ele teve 10% do corpo queimado ao tentar tirar o tio do quarto. Segundo a assessoria do HR, o quadro de Peter Glaydson é estável e ele seguirá para curativos.

A vizinha da família Jacilene Silva Soares conta que acordou com os gritos de socorro de Peter. "Eram umas cinco e meia da manhã quando eu ouvi os gritos do sobrinho gritando: 'Por favor, socorro, me ajude. Meu tio está morrendo queimado'. Era um desespero muito grande", relatou. "O meu irmão acordou apavorado, desceu, pegou um balde e saiu correndo para tentar ajudar a apagar. Ele entrou em choque ao ver ele morrendo queimado na cama. Todo mundo ficou transtornado e triste por não ter conseguido ajudar. Eram gritos de terror, ele gritava muito. Ele até se queimou um pouco por ter ajudado", completou a vizinha.

Lindinéia Fagundes dos Santos, de 63 anos, que também estava na residência, foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na Zona Oeste do Recife, com quadro de inalação de fumaça. Segundo a UPA, ela chegou muito nervosa e precisou ser sedada e entubada. O estado de saúde dela é estável e a idosa deverá ficar internada no local até ser transferida para outro hospital. 

Um adolescente de 12 anos foi socorrido para a mesma UPA com inalação de fumaça e com quadro estável. Uma outra mulher de 42 anos identificada como Nadege Fagundes dos Santos foi levada também por inalação à UPA do Ibura, na Zona Sul do Recife. Ela estava com a pressão arterial alterada, mas passa bem. Ambos devem receber alta nesta quinta.

Cristiano Fagundes é sobrinho do idoso que morreu queimado - Crédito: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Sobrinho lamenta morte do tio

O sobrinho da vítima Cristiano Fagundes lamentou a morte do tio. "Não estou ciente do acontecido, só sei que meu tio veio a falecer e minha família foi socorrida", contou à reportagem da Rádio Folha FM. Segundo ele, moravam na residência oito pessoas. "No momento estavam minha mãe, minha tia, meu sobrinho, minhas duas irmãs e meu tio que veio a falecer. Me disseram que foi simplesmente uma vela que deixaram acesa", completou.

A residência foi isolada pelo Corpo de Bombeiros, que irá aguardar a perícia para confirmar a causa do incêndio. "Quando chegamos havia muita fumaça e pouco fogo. Nossa equipe fez a intervenção, retirou as vítimas e isolou a área, porque poderia ter mais vítimas. A operação foi bem sucedida, mas ficamos tristes porque não conseguimos salvar esse cidadão. A irmã do idoso informou que ele era cadeirante, o que dificultou sua saída do local. Os parentes não conseguiram tirá-lo a tempo", detalhou o tenente Plínio Guilherme. O corpo de Brivaldo Fagundes foi removido pelo Instituto de Medicina Legal (IML) por volta das 9h30.

Uma equipe da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi ao local e eliminou risco para os moradores da rua. Segundo a distribuidora, o fornecimento de energia foi afetado apenas na residência atingida pelas chamas.

Corpo do idoso foi removido pelo IML - Crédito: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco
Via FolhaPE