CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Corpo do cantor Deivison Kellrs é velado na Câmara do Recife

Velório de Deivison Kellrs/Foto: Arthur de Souza/Arquivo Folha

O corpo do cantor Deivison Kellrs, que morreu no último domingo (19) vítima de câncer de fígado, é velado na Câmara dos Vereadores do Recife, no bairro da Boa Vista, na área central do Recife, desde as primeiras horas desta segunda-feira (20).

Dezenas de fãs, além de familiares e amigos prestam as últimas homenagens ao ex-vocalista da Banda Torpedo, no plenário do prédio, até o meio-dia. Das 12h às 14h, o velório será restrito à família. Em seguida, o corpo de Deivison seguirá em cortejo para o Cemitério de Santo Amaro, também no Centro do Recife. O sepultamento ocorrerá na Alameda das Irmandades, às 15h.

Companheiros de banda do artista, os vocalistas Junior Diechhman e Luiza Ketyllyn destacaram a falta que ele fará para os demais integrantes do grupo. “Está sendo um momento muito difícil. Deivison sempre foi muito otimista. Ele é quem nos dava forças para seguir com a banda, mesmo quando estava ausente, por causa do tratamento", revelou Junior. "Perdemos uma das maiores vozes do brega pernambucano, que fez história em várias bandas. Agora, nós da Torpedo precisamos dar continuidade a esse trabalho que ele construiu”, defendeu Luiza. 

A família de Deivison também relembrou a força do cantor na sua trajetória contra o câncer desde que descobriu a doença. "A gente acompanhou o passo a passo de todo o sofrimento dele e não estava sendo fácil. Foi um descanso para ele, que estava sofrendo muito. Pedimos a Deus que conforte os corações dos familiares, dos amigos, dos fãs, dos colegas de trabalho, dos enfermeiros e dos médicos. Vai deixar muitas saudades para todos", lamentou uma tia do cantor, Edjane Maria.

"Desde o momento que ele soube que estava com câncer, ele procurou agir da melhor maneira. Ele foi muito forte, muito guerreiro. Não é todo mundo que suportaria passar por tudo isso não. Em nenhum momento ele reclamava", contou a prima Claudineia Santana. "Quando penso nele, só penso em alegria. Não tinha momentos de tristeza. Nem doente, ele ficava de cabeça baixa e sofrendo pelos cantos", completou.

Fãs que foram à Câmara acompanhar o velório do vocalista também falaram sobre a figura de Deivison. "Ele era muito simpático e carismático. Com certeza vai deixar muita saudade e fica a lembrança de uma pessoa ótima. Vai ficar num bom lugar", falou Patrícia Laís. "Foi tudo um choque. A gente que convivia mais próximo... meu Deus, é muito emocionante tudo o que está acontecendo. Para mim, ele foi um ícone do brega pernambucano", disse Poliana Gisele. 

O cantor estava internado em um hospital particular do Recife desde o último dia 4 após apresentar uma piora em seu quadro de saúde. Deivison lutava contra um tumor no fígado há mais de um ano.




Via FolhaPE