Últimas

Na oposição, cresce a tese de candidatura única contra Paulo Câmara


No evento das oposições em Caruaru, neste sábado, os adversários de Paulo Câmara estão comentando, nos bastidores, que cresceu a tese de candidatura única, com a vereadora Marília Arraes saindo pelo PT ou não, como candidata ao governo do Estado também contra o socialista.

“Vai ser um tiro só”, comenta um aliado.

“Com duas candidaturas, o grupo pode sair fragilizado. Com uma candidatura só, o ataque é um só, a gente se blinda melhor e a carapuça (palanque de Temer?) fica mais resistente”, observa um dos interlocutores do grupo de opositores.

“A ideia é matar a fatura já no primeiro turno”, acrescenta.

Com duas chapas, outra dificuldade seria arrumar quatro nomes para a disputa ao Senado. Seria muita gente sendo chamada para o sacrifício, uma vez que apenas duas vagas estão em disputa.

João Paulo

A especulação de que João Paulo pode estar na chapa de Paulo Câmara, como um dos senadores, também repercutiu no grupo. Um dos aliados usou de bom humor.

“Não é a vontade de João Paulo ser senador. Ele quer ser vice. No Senado, a disputa é mais difícil. Já como vice (de Paulo Câmara) só precisa dar tchau”.

Evento em Caruaru

O Grupo das Oposições em Pernambuco é formado pelos ex-governadores João Lyra Neto (PSDB) e Joaquim Francisco (PSDB), os senadores Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB), os ministros Fernando Filho (Minas e Energia) e Mendonça Filho (Educação), o deputado federal Bruno Araújo.

Em Caruaru, o terceiro ato político das oposições ocorrerá hoje (03), na Arena Caruaru (antigo Palladium – BR104), a partir das 9h30.

Via PE Notícias 


Postar um comentário

Comente!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Petrolândia Notícias