CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Marido é preso após espancar a esposa por dinheiro do Bolsa Família

Alex Cardoso da Silva, de 32 anos, foi preso por espancar a esposa no meio da rua, em Olinda/Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

A discussão de um casal resultou na prisão do marido por espancar a esposa no meio da rua no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. As imagens da agressão foram capturadas por câmeras de segurança da rua e, segundo a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), a briga teria sido causada por dinheiro do programa Bolsa Família. O caso foi apresentado nesta sexta-feira (13) pela PCPE.

O suspeito, identificado como Alex Cardoso da Silva, de 32 anos, confessou o crime aos policiais no momento da prisão e afirmou o que o levou a bater na mulher. “Eu estava bebendo e ela estava bêbada. Ela deu na minha cara e eu só chutei e ela caiu. Só foi um pontapé, pode ver nas filmagens que não foram 10, 20 ou 30. Só devolvi o murro que ela me deu”, disse.

Segundo o titular da Delegacia Seccional de Olinda, delegado Gilmar Rodrigues, o casal mora em um abrigo e as agressões entre eles são constantes. Segundo ele, o motivo da briga foi dinheiro do Bolsa Família.. “No dia, ela estava com a quantia do Bolsa Família, cerca de 180 reais, e ele queria beber, mas não o deu”, explicou. “A mulher negou o ocorrido e disse apenas que tinha caído e continuou a vida normalmente. Ela não quis denunciar e ainda aceita a forma estúpida com a qual é tratada. A mulher não tem familiares e ambos têm passagem pela cadeia”, acrescentou.

Ainda de acordo com o delegado, o casal costuma ir às ruas com o carrinho de bebê e recolher lixo para conseguir dinheiro. Em seguida, eles compram água mineral para revender. Eles também passaram por tratamento para se recuperar do vício em crack. “Ele está curado e ela ainda se trata. Essa convivência pode acabar dando em algo mais trágico”, completou o delegado Gilmar.

A vizinhança ajudou a apartar a discussão e a denunciar o caso à polícia. “Depois que divulgamos as imagens e o contato, a população passou a ligar e indicou o abrigo onde estavam. Eles afirmaram que ele é muito estúpido, muito grosso e a esposa é muito maltratada. Ela inclusive está bem debilitada fisicamente e não recebeu atendimento médico”. O suspeito foi encaminhado para a delegacia de Olinda, onde foi autuado por violência doméstica, dentro da Lei Maria da Penha. Em seguida, foi conduzido à audiência de custódia, onde ficará à disposição da Justiça Estadual.

Via FolhaPE