CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Rodrigo Maia: 'Geraldo Alckmin é um bom nome'

Rodrigo Maia cumprimenta a esposa de Armando Monteiro FilhoFoto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Presente no velório do ex-ministro Armando Monteiro Filho, realizado na Capela Central do Cemitério Morada da Paz, em Paulista, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), afirmou que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), é “um grande nome” para a eleição presidencial deste ano. O elogio acontece logo após o tucano sinalizar que está disposto a ceder a vaga de vice em sua chapa e oferecer o apoio do seu partido a outras siglas nos Estados, em troca da adesão ao seu projeto.

“Nós sempre dialogamos bem com o PSDB. O governador Geraldo Alckmin é um grande nome. Já nos representou em 2006 e quase vencemos a eleição. O importante é o diálogo e a construção de um nome”, colocou Maia, que se encontrou com o tucano nas últimas semanas de 2017 para discutir sobre a possível aliança.

O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), é um dos nomes cotados para assumir a vaga de vice na chapa encabeçada por Alckmin. O pernambucano, por sua vez, admite a possibilidade de apoiar o PSDB, mas diz que continua em busca de alternativas no campo da centro-direita. "O foco do DEM hoje é buscar uma candidatura liberal-democrata e reformista própria, e fortalecê-la. Mas é evidente que o diálogo com o PSDB e com Alckmin não está descartado", destaca Mendonça Filho.



Eletrobras
Durante sua passagem pelo Recife, Rodrigo Maia também defendeu o processo de privatização da Eletrobras. Na sua visão, a apresentação de um projeto de lei é a forma mais adequada para tratar do tema, pois permite o debate no Congresso. “A medida provisória é um instrumento autoritário. O governo decide sozinho antes, durante quatro meses, a vontade da sociedade. Então não é justo vender um ativo assim, apesar de eu ser completamente a favor da venda. Acho que a gestão privada é melhor do que a gestão pública. Mas isso não me faz desrespeitar o sistema democrático brasileiro”, pontuou.

Segundo ele, o projeto deve ser aprovado rapidamente pela Câmara dos Deputados. “Mande um projeto de lei que a gente vai discutir rapidamente, mais rápido do que a medida provisória e vamos aprovar. E vai ter o meu apoio porque ela privatizada vai ser mais eficiente para o Brasil do que ela pública, da mesma forma que foi a Vale do Rio Doce e tantas outras ex-estatais. Agora por medida provisória não é correto que a sociedade não seja ouvida antes entre seus representantes que estão nas Câmara dos Deputados”, disse.

Homenagem
Na ocasião, Maia aproveitou para homenagear a trajetória do ex-ministro Armando Monteiro Filho, falecido nesta terça-feira (03). “Ele era amigo dos meus pais na década de oitenta, desde a redemocratização. Vim aqui em nome da família prestar a homenagem a um grande brasileiro, um grande pernambucano. Era uma referência e tinha um posicionamento claro, a vida inteira. Tive a oportunidade, quando criança, de conviver bastante com ele”, declarou.

Via FolhaPE