CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Apresentador Alexandre Farias recebe alta da UTI e vai para apartamento em hospital


Teve alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por volta das 20h desta quarta-feira (06.12) o jornalista Alexandre Farias, de 39 anos, vítima de bala perdida durante um tiroteio em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, de acordo com informações do irmão José Santos Júnior. O apresentador da TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, foi transferido da UTI para um apartamento individual do Hospital Esperança no Recife. Alexandre estava internado na unidade de terapia desde o dia 16 de setembro deste ano, após ser atingido na cabeça por uma bala perdida.

Uma mensagem divulgada pelo irmão da vítima nas redes sociais informou sobre a melhora no quadro clínico do jornalista. "Ele está muito feliz. No ambiente da UTI, a gente tinha que respeitar os horários de visita. Aqui a gente fica com ele em tempo integral. Vai ser muito bom pra recuperação dele", comemorou o irmão, que também contou que Alexandre já começou a receber visitas dos familiares e amigos. 

O próximo passo da recuperação, de acordo com José Santos, será uma cirurgia para a colocação de uma prótese craniana, que será implantada no lado direito da cabeça. "A gente está aguardando agora a prótese. Foi retirada uma boa parte da massa óssea da cabeça dele e essa prótese vai substituir o que ele perdeu. Depois disso, a melhora vai progredir mais rápido", contou. Ele diz que a prótese é feita de titânio e o plano de saúde já autorizou a confecção do material, mas ainda não deu o prazo de quando ficará pronta. "A gente espera que ela fique pronta em duas semanas, mas depende de muitos fatores, como liberação da Anvisa", completou. 

Sobre a evolução no quadro de saúde, o irmão contou que Alexandre está bem e se comunica através de gestos e expressões labiais, já que está impossibilitado de falar por causa de uma cirurgia feita na traqueia - intervenção que consiste na abertura de um orifício na traqueia para a passagem de ar. "Depois que tirar o equipamento, ele vai ser acompanhado por uma fonoaudióloga, que vai cuidar da voz dele", ressaltou o irmão.

Via PE Notícias