CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Ricardo Rodolfo: O que prejudica PETROLÂNDIA/Um fato sobre o BRASIL... A POLÍTICA SEM PRINCÍPIOS


(O que destrói o ser humano? Política sem princípios, prazer sem compromisso, riqueza sem trabalho. Sabedoria sem caráter, negócios sem moral, ciência sem humanidade e oração sem caridade – Gandhi).

Em menos de dois dias lemos nos blogs de notícia da cidade as ações dos políticos (deputados, vereadores de oposição, governo municipal) tentando reverter o problema da saída da agência do INSS da nossa cidade. O meu lamento vai para a falta de articulação e unidade entre todos. A impressão que temos é que todos querem ser o vencedor da melhor ação em busca do resultado, queremos mostrar que o nosso grupo político é o que sabe fazer mais, queremos dizer que fomos os primeiros a ir lá no ministério e falar com o fulano de tal que resolve o problema. Estamos indiretamente dizendo que não precisamos uns dos outros, pois NÓS, (o meu grupo, o meu partido, o meu candidato nas próximas eleições) é que somos os melhores e devemos aparecer... o resto não importa.

O Dr. Augusto Cury (médico, psiquiatra cristão e famoso escritor), diz em suas palestras que: “ Somos um Brasil doente pela insensibilidade, pela corrupção epidêmica, pela necessidade neurótica de líderes de se perpetuar no poder. Somos uma nação doente, racionalista, incapaz de preparar coletivamente seus atores para entender que só é digno do poder quem se curva diante da sociedade para servi-la e não quem usa a sociedade para ser servido.” Preciso concordar com o Dr. Cury. Somos todos de um mesmo Brasil, de uma mesma cidade (Petrolândia-PE), nossas famílias estão ligadas umas às outras e ao que tudo realmente parece... TODOS ESTAMOS ADOECIDOS. Adoecidos por razões históricas, sociológicas ou mesmo políticas e é preciso que haja unidade para vencer este grande maleficio - Jiddu Krishnamurti, filósofo e educador indiano disse: Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente.

Por isso acredito que vale a pena fazermos uma reflexão como cidadãos: Até que ponto sou responsável por esse adoecimento coletivo? O que estou fazendo com a minha vida? O que importa mais? É o que sou (interior/minha verdadeira essência) ou o que faço? Se depender de mim e das minhas atitudes a cidade tem paz ou vira um campo de batalhas, de intrigas e de mágoas? Minha saúde (física, emocional e espiritual), minha família, meu caráter, minha comunhão com Deus? São mais importantes do que a minha vida política? Eu possuo valores ou preço?

O Papa Francisco tem chamado a atenção para o respeito ao outro e para a misericórdia que deve estar no coração de todos os cristãos, independentemente da religião que professem. As Escrituras também dizem no livro do Profeta Oséias 4:6a: O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento... Jesus, O MAIOR DE TODOS, ensinou a REGRA DE OURO DOS NOSSOS RELACIONAMENTOS, Mateus 7.12: "Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas."

O que muito me impressiona nessa situação é que quase todos (políticos e atores principais) são de linhagem cristã e estão frequentemente em missas e cultos religiosos. A impiedade, a maldade, o egocentrismo, a avareza (amor ao dinheiro), a maledicência (falar mal do outro) e o orgulho são características de uma sociedade enferma. As pessoas desta sociedade acreditam que são superiores aos outros e as opiniões dos outros são ofensivas.

Já pensou se diálogo e unidade ocorresse com as forças políticas locais - pelo menos em causas maiores como essa, que interessa a todas as famílias (os dois senadores e os deputados mais bem votados na cidade) fossem juntos ao ministério responsável pelo INSS e solicitassem a reabertura da agência? O que impediria isso de acontecer? Além da agência do INSS, o grave problema dos assentamentos e crise hídrica nos projetos de irrigação (emendas parlamentares unificadas para obter recursos para o asfaltamento da estrada do desenvolvimento - icó mandantes) e o desemprego... Quantas coisas boas poderiam acontecer se houvesse uma maturidade política e unidade de propósitos em nosso meio? Vamos pensar... Vamos orar!

Todos nós precisamos de cura e de saúde emocional em nossas vidas. Precisamos da Graça de Deus! Não existem cidades perfeitas, mas é possível sermos saudáveis. Eu, você e nossas famílias... PRECISAMOS BUSCAR ISSO O QUANTO ANTES. O que importa não sou eu, somos nós! O que importa não é o meu partido ou grupo político, é a cidade onde moro, escolhi viver e ser feliz!

Petrolândia: O Senhor te abençoe e te guarde; O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz - Nm 6:24-26

Por Ricardo Rodolfo (Ex-Prefeito de Petrolândia)/Via Facebook