CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Novaes critica aumentos sucessivos no preço do gás de cozinha

Vice-líder do Governo na Alepe, Rodrigo Novaes (PSD)Foto: Roberto Soares

Os aumentos sucessivos no preço do gás de cozinha foram alvo de crítica por parte do deputado Rodrigo Novaes (PSD), vice-líder do Governo, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Durante pronunciamento no plenário, o parlamentar relatou que, só em 60 dias, foram ao todo quatro reajustes, acumulando uma alta de 15,58% no valor do botijão. 

“O valor passou de R$ 55,54 para R$ 76,42 de janeiro a outubro, e corre o risco de chegar a R$ 85 dependendo do revendedor. Isso compromete o planejamento familiar, ninguém consegue se programar já que o valor é alterado todo o mês”, afirmou Novaes. 

O vice-líder do Governo considerou uma medida desrespeitosa com o povo. “A justificativa dada pelo governo federal é inconcebível. O cálculo é baseado na média mensal do preço do butano e propano no mercado europeu, convertido em reais pela média diária das cotações de venda do dólar, mais uma margem de 5%. Ou seja, o botijão irá virar um artigo de luxo na casa dos cidadãos”, ressaltou.

O deputado ainda fez um encaminhamento ao presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, deputado Aluísio Lessa (PSB), para realizar uma reunião sobre o assunto com a presença da bancada federal pernambucana do Congresso Nacional e os quatro ministros pernambucanos.

Via Folha PE