CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Ministro Fernando Filho entrega carta de desfiliação ao PSB


O ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, entregou na manhã desta quarta-feira (25.10), seu pedido de desfiliação ao PSB. A informação foi confirmada pelo partido e pela assessoria do pernambucano.

Já existia a possibilidade de ele ser expulso da sigla por permanecer apoiando o governo Michel Temer após o PSB virar oposição. Entretanto, o ministro se antecipou e deixa o partido. “Ajustes como este são necessários em partidos que não querem se descaracterizar e desmerecer sua história”, disse o presidente do PSB, Carlos Siqueira.

Na carta atesta-se que a saída se deve a “incompatibilidade política, ideológica e programática”. À reportagem, a assessoria do ministro diz que ele não vai se pronunciar por hora. Já o PSB afirma que não vai pedir o mandato de Fernando Filho. O pai do ministro, o senador Fernando Bezerra Coelho também saiu do PSB e hoje está no PMDB de Temer.

Outros quatro deputados já tinham encaminhado seus pedidos de desfiliação ao PSB: Tereza Cristina (MS), que foi destituída da liderança do partido na última semana, Fábio Garcia (MT), Danilo Forte (CE), que perderam assento na CCJ por apoiarem Temer, e Adilton Sachetti (MT). Com as cartas entregues, a reunião da próxima sexta-feira, que iria discutir a possível expulsão dos parlamentares está cancelada.

MINISTRO PODE MIGRAR PARA O DEM: Nos bastidores se cogita que Fernando Filho deve migrar para o DEM. Próximo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Bezerra Filho pode disputar o governo de Pernambuco em 2018 ou apoiar uma possível candidatura de seu pai.

Para isso, eles ainda devem buscar apoio dos ministros da Educação, Mendonça Filho (DEM), e das Cidades, Bruno Araujo (PSDB), que estarão no palanque de oposição ao governador Paulo Câmara (PSB). 

Via: JC Online