CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

LOJA FRANCK ELETRO

LOJA FRANCK ELETRO

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

Italínea

Italínea
BREVE EM PETROLÂNDIA

PANIFICADORA DOCE PÃES

PANIFICADORA DOCE PÃES

CHURRASCARIA COME-SE BEM

CHURRASCARIA COME-SE BEM

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Justiça nega pedido de liberdade para dupla que tatuou testa de adolescente

Menor já realizou três sessões para remoção da tatuagem / Foto: reprodução
Menor já realizou três sessões para remoção da tatuagem/Foto: reprodução


O pedido de revogação da prisão de Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos e Ronildo Moreira de Araújo, acusados de tatuarem a frase "Eu sou ladrão e vacilão" na testa de um adolescente de 17 anos foi rejeitado pela Justiça.

O caso aconteceu no último mês de junho na cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. A tatuagem teria sido feita após o adolescente ter supostamente tentado roubar uma bicicleta.


O menor, os réus e as testemunhas foram ouvidas pelo Ministério Público no último dia 12. De acordo com a promotora Giovana Guerreiro, nenhum dos réus negou que tenha praticado a agressão. Eles são acusados de ameaça, lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal. Na interpretação da promotora não ocorreu crime de tortura, porque não ficou confirmado sofrimento durante a ação.
Como Maycon e Ronildo confessaram o crime, as defesas dos dois vão apelar pela redução da pena.

Tratamento

O jovem de 17 anos está internado em uma clínica para o tratamento contra drogas e álcool na cidade de Mairiporã, onde é atendido gratuitamente. O centro oferece atendimento psiquiátrico e psicológico, de convivência social e atividades esportivas e lúdicas.

Para remover a tatuagem já foram realizadas três sessões com o menor, de acordo com a mãe dele, Vânia Rocha.

Via JC Online