CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

LOJA FRANCK ELETRO

LOJA FRANCK ELETRO

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

Italínea

Italínea
BREVE EM PETROLÂNDIA

PANIFICADORA DOCE PÃES

PANIFICADORA DOCE PÃES

CHURRASCARIA COME-SE BEM

CHURRASCARIA COME-SE BEM

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Paulo Câmara recupera R$ 150 milhões de empresas com renegociação de débitos


O governo do Estado avaliou como positivos os resultados do primeiro mês do Programa Especial de Recuperação de Créditos Tributários 2017 (PERC).

Foram regularizados débitos da ordem de R$ 140 milhões, com um ingresso imediato de R$ 44 milhões e parcelamento de R$ 96 milhões. Praticamente foram alcançadas as projeções iniciais de recuperação de R$ 150 milhões, feitas pelo Governo do Estado quando do lançamento do programa.

O PERC ainda irá vigorar até novembro deste ano, com descontos regressivos em juros e multas. Até o final de setembro, o contribuinte que aderir com pagamento à vista terá descontos de 80% das multas e de 85% dos juros.

A lei que instituiu o programa determina que não haverá uma nova oportunidade para as empresas quitarem seus débitos nos próximos anos, até 2027. A SEFAZ e a PGE seguirão com a estratégia montada, de olho nos resultados do primeiro mês.

Como funciona? Em cumprimento a um convênio firmado com o TJPE os processos judiciais indicados como prioritários pela Procuradoria da Fazenda Estadual (PFE) continuarão a ter preferência de tramitação. A seleção leva em conta a relevância quanto ao montante da dívida e o maior grau de recuperabilidade.

“O TATE incrementou o número de processos administrativos julgados, dando solução a discussões entre os contribuintes e a Fazenda”, explica a gestão socialista.

Os contatos dos auditores e dos procuradores com os contribuintes seguirão, com a participação direta também do secretário da Fazenda e do Procurador Geral do Estado.