CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Náutico supera Vila Nova e volta a vencer na Série B


O Náutico trouxe Roberto Fernandes para tentar escapar do rebaixamento à Série C. Mas antes de o técnico estrear oficialmente no cargo, o clube conseguiu um resultado que reacende a esperança de uma sequência positiva na Série B 2017. No Recife, acompanhado da diretoria do clube, o novo comandante viu o Timbu vencer o Vila Nova (3º) por 1x0, no Serra Dourada. Os pernambucanos voltam com três pontos na bagagem, somando 11 ao todo, além do sentimento de que ganharam mais uma oportunidade de sonhar com uma recuperação histórica.

O interino Levi Gomes colocou em campo um time mais ofensivo do que o antigo treinador, Beto Campos. Saiu um volante (Jobson) e entrou um meia armador (Bruno Mota). Em ritmo lento, o jogo começou concentrado no meio-campo e sem grandes oportunidades de cada lado. Quando a bola chegava à frente, faltava atenção dos atacantes. Que o diga Iago, que não aproveitou rebote cara a cara com o goleiro. 

Aos 32, a bola novamente sobrou na pequena área. Mas desta vez caiu nos pés de um zagueiro. Ruim? Nada disso. Diego Miranda chutou, a bola resvalou no jogador goiano e ficou para Breno Calixto fuzilar as redes. A vantagem trouxe mais tranquilidade ao Náutico, que soube “cozinhar” bem o final do primeiro tempo com mais posse de bola. Bruno Mota, de fora da área, quase ampliou em chute que passou por cima do gol. 

Sem apoio da torcida, já que atuou de portões fechados por conta de uma punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Vila voltou mais ofensivo do intervalo, com os lançamentos longos dando trabalho para a defesa alvirrubra. Em um deles, Moisés dominou nas costas da zaga, mas o chute cruzado passou rente ao poste de Tiago. 

Com a falta de apoio de Iago e Erick na marcação pelos lados, o Vila cresceu no jogo. O lateral-esquerdo Mateus Muller quase empatou em disparo rasteiro. Com as entradas de Manoel , que acabou expulso no final, e Aislan nas vagas de Henrique e Erick, Levi fechou o time para segurar o resultado. No último lance do jogo, Mateus Muller ainda acertou o travessão. 

A vitória por 1x0 não tirou o Náutico da lanterna da Segundona, mas deu nova sobrevida aos pernambucanos. O Timbu fechará sua participação no primeiro turno contra o Luverdense, sexta, na Arena de Pernambuco. 

FICHA DO JOGO 

Vila Nova 0

Luís Carlos; Maguinho, Wesley Matos, Alemão e Mateus Muller; PH (Tiago Adan), Geovane, Alípio e Alan Mineiro (Fernando Medeiros); Mateus Anderson (Wallyson) e Moisés. Técnico: Hemerson Maria 

Náutico 1

Tiago Cardoso; David, Breno Calixto, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila (Manoel); Amaral, Bruno Mota e Diego Miranda; Erick (Aislan), Gilmar e Iago (Gerônimo). Técnico interino: Levi Gomes

Local: Serra Dourada (Goiânia/GO)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR). Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Luiz H Souza Santos Renesto (ambos do PR)
Gols: Breno (aos 32 do 1ºT)
Cartões amarelos: Amaral, Manoel (N); 
Cartão vermelho: Manoel (N) 

FolhaPE/Esportes