CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Vídeo de PMs agredindo homem viraliza e revolta população; assista



Um vídeo em que policiais militares agridem um homem viralizou no aplicativo de mensagens WhatsApp e revoltou cidadãos pernambucanos. As imagens são breves, duram apenas 54 segundos. O tempo, no entanto, foi suficiente para que os dois homens agredissem o rapaz com tapas, o jogassem no chão e, com ele já caído, o chutassem e usassem um taco de sinuca para bater ainda mais nele. A farda utilizada pelos dois militares é idêntica à usada pelos PMs pernambucanos. O vídeo foi enviado para o Portal FolhaPE por duas pessoas diferentes e ambas afirmam que o flagrante foi feito no município de Condado, na Mata Norte do Estado.

Também foi dito que os policiais envolvidos no caso seriam do mesmo batalhão dos PMs que atiraram e mataram o jovem Edvaldo Alves dos Santos, de 22 anos, em um protesto contra a violência na cidade de Itambé, também na Zona da Mata do Estado. "Mesmo depois daquele ocorrido eles ainda não aprenderam trabalhar", disse uma das pessoas. Elas também pediram para não ser identificadas. "São policiais muito violentos", ressaltou um dos denunciantes.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que a 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), com sede em Goiana, já abriu procedimento administrativo para investigar a procedência do vídeo. A partir dessas informações preliminares que estão sendo colhidas, poderá se determinar os rumos a serem tomados pela investigação.

Veja o vídeo:


Fonte: FolhaPE