CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Receita Federal doa 27 mil itens apreendidos para vítimas de enchentes em Pernambuco

Após enchentes, ruas e imóveis de Catende, na Mata Sul de Pernambuco, ficaram destruídos pela lama (Foto: Oton Veiga/TV Globo)

Em maio, choveu forte na Mata Sul e em algumas cidades do Agreste de Pernambuco. O temporal causou enchentes, deslizamentos de barreiras e seis mortes, além de tirar de casa mais de 55 mil pessoas, que desde então tentam retomar a rotina. Para ajudar os atingidos pela chuva, mais de 27 mil itens de vestuário e cerca de 45 mil toalhas apreendidos pela Receita Federal no Sertão pernambucano foram doados aos desabrigados e desalojados.

As mercadorias, que totalizam cerca de R$ 252.600, foram apreendidas pela Inspetoria da Receita Federal no Recife em ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, no final do mês de fevereiro, no Sertão pernambucano. As mercadorias estavam em dois caminhões bitrem que transitavam com documentos de importação falsificados, um deles abordado em Petrolina e o outro em Salgueiro.

Os produtos saíram da província de Iquique, no Chile, e tinham como destino a cidade de São Bento, na Paraíba. Entre os itens doados estão 17.880 cuecas, 45.200 toalhas e 10 mil pares de meias. As destinações foram feitas pela Superintendência da 4ª Região Fiscal - que abrange os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte.
As mercadorias vão ser entregues à Secretaria Especial da Casa Militar, que deve providenciar a retirada e o transporte até as cidades atingidas.

Doações

Desde o final de semana dos dias 27 e 28 de maio, chuvas fortes atingem várias regiões do estado, provocando enchentes de rios e deslizamentos de barreiras. Seis pessoas morreram, sendo duas no Recife, duas em Caruaru e duas em Lagoa dos Gatos. 

De acordo com dados do governo do estado, o número de desabrigados e desalojados chegou a 55,1 mil pessoas no dia 31 de maio.

No domingo (28), Michel Temer veio ao Recife e autorizou o envio de ajuda humanitária. Ele ainda se comprometeu com a liberação de uma linha de crédito de R$ 600 milhões, junto ao BNDES, para obras no estado.

Ruas fciaram alagadas em Rio Formoso (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na quarta (31.07), o governador Paulo Câmara visitou as cidades de Catende e Ribeirão, na Zona da Mata Sul, para acompanhar o planejamento de ajuda humanitária às famílias desalojadas e de limpeza das áreas atingidas pela água, feito por 'gabinetes de crise' instalados nos dois municípios.

No Nordeste, as chuvas ocorrem por causa de um fluxo de vento que vem do oceano carregado de ar úmido, formando nuvens carregadas na costa e na Zona da Mata. De acordo com o meteorologista Celso Oliveira, da Somar Meteorologia, trata-se de um sistema chamado onda de leste, comum nesta região no outono e inverno.

Do G1/Pernambuco