CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

LOJA FRANCK ELETRO

LOJA FRANCK ELETRO

DRA. ANA CLÁUDIA XAVIER - FISIOTERAPEUTA

DRA. ANA CLÁUDIA XAVIER - FISIOTERAPEUTA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

Italínea

Italínea
BREVE EM PETROLÂNDIA

PANIFICADORA DOCE PÃES

PANIFICADORA DOCE PÃES

CHURRASCARIA COME-SE BEM

CHURRASCARIA COME-SE BEM

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Fenearte tem votação popular para premiar artesanato brasileiro

Com valores entre R$ 45 e R$ 6 mil, obras são feitas a partir de materiais como madeira (Foto: Penélope Araújo/G1)

Antes mesmo de entrar na Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, o público já pode conferir um pouco da arte produzida em todo o país. O Salão de Arte Popular Ana Holanda e o Salão de Arte Religiosa de Pernambuco, localizado na área externa do evento, reúnem obras de produção artesanal que concorrem ao Prêmio Aclamação, que tem votação popular para eleger a mais marcante.

Nesta quarta-feira (12.07), a movimentação no local estava intensa. “A produção de arte do Brasil é fantástica. Esse espaço mostra bem como o nosso país é maravilhoso na criatividade. O nome disso é encantamento”, disse a arquiteta Maitê Onofre, que votou nas obras de que mais gostou.

A arquiteta Maitê Onofre votou nas obras de que mais gostou (Foto: Penélope Araújo/G1)

Ao todo, cada um dos salões reúne 70 peças, de artesãos pernambucanos, no caso da arte religiosa, e de todo o país, no caso do Salão de Arte Popular. O primeiro teve curadoria do colecionador e arquiteto Carlos Augusto Lira, enquanto as obras do segundo foram selecionadas pelo Frei Rinaldo Pereira, gestor do Museu de Arte Sacra de Pernambuco.

Três peças de cada um foram selecionadas como as melhores, de acordo com um júri composto por artistas, pesquisadores e colecionadores; e cada uma recebeu um prêmio de R$ 6 mil. Além de concorrer ao Prêmio Aclamação, que vai render R$ 2 mil ao artesão vencedor, todas as outras obras estão à venda.

As obras — em sua maioria, esculturas — são feitas a partir de materiais como cerâmica, madeira, resina e pedra. As peças custam entre R$ 45 e R$ 6 mil.

Salão de Arte Religiosa de Pernambuco reúne 70 peças de artesãos do estado (Foto: Penélope Araújo/G1)

De acordo com uma das coordenadoras do espaço, Mariana Tercílio, além da grande movimentação de público, as obras também estão sendo vendidas rapidamente. “Muitas delas já estão vendidas, ou só aguardando pagamento para serem dadas como vendidas. Como as peças são bem elaboradas, elas chamam muito a atenção, as pessoas querem contemplar mesmo”, ressaltou.

A Fenearte segue até domingo (16.07), funcionando das 14h às 22h até sexta-feira (14) e das 10h às 22h no fim de semana. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia), até quinta, e R$ 12 e R$ 6 (meia), da sexta ao domingo.

Do G1/Caruaru