CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

sábado, 10 de junho de 2017

Ministério Público pede retratação do SBT por comentário da apresentadora Rachel Sheherazade

O Ministério Público Federal briga judicialmente, nesta semana, para que o SBT se retrate publicamente por um comentário feito por Rachel Sheherazade no “SBT Brasil”, em 2014. No telejornal, a jornalista defende um grupo de pessoas que linchou um adolescente de 15 anos, suspeito de roubo, e ainda fala sobre a ficha do jovem: “está mais suja do que pau de galinheiro”. Em setembro de 2014, o MP registrou uma ação pública sobre o comentário, por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão.

O Tribunal Regional Federal classificou a ação improcedente, justificando o “direto à liberdade de expressão”. Este ano, Walter Claudius Rothenburg, procurador regional da República, fez uma apelação judicial para que o SBT faça uma retratação, alegando que a rede abusou desse direito. “A ação civil pública foi proposta pelo MPF com o objetivo de salvaguardar a integridade física e psíquica de um adolescente vítima de violência, assim como de proteger o público em geral de mensagens que incitam a violência em um contexto social tão fortemente marcado pelo desrespeito aos direitos fundamentais”, explica Walter Rothenburg.

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão requer que a emissora veicule quadro com a retratação dos comentários de Sheherazade, sob pena de multa de R$ 500 mil por cada dia de descumprimento. Além disso, a ação pede que o SBT pague R$ 532 mil de indenização por danos morais coletivo, calculado com base no valor dos anúncios veiculados pela emissora.

Via PE Notícias