CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

LOJA FRANCK ELETRO

LOJA FRANCK ELETRO

DRA. ANA CLÁUDIA XAVIER - FISIOTERAPEUTA

DRA. ANA CLÁUDIA XAVIER - FISIOTERAPEUTA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

Italínea

Italínea
BREVE EM PETROLÂNDIA

PANIFICADORA DOCE PÃES

PANIFICADORA DOCE PÃES

CHURRASCARIA COME-SE BEM

CHURRASCARIA COME-SE BEM

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Homem é preso por matar e enterrar inquilino no quintal de casa em Petrolina, PE

Homem chamou a polícia e desenterrou o corpo da vítima (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Um pedreiro de 33 anos foi preso, neste domingo (4), após confessar ter matado e enterrado o corpo de um homem, de 43 anos, no quintal da casa onde mora, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O crime ocorreu há cerca de nove dias e só foi descoberto porque o suspeito procurou a delegacia e comunicou o homicídio. 

O pedreiro disse ainda que matou a vítima porque ele teria abusado sexualmente da mãe, que é deficiente física.

Segundo informações da Polícia Civil, o assassinato ocorreu no dia 27 de maio, na Rua da Chesf, no bairro José e Maria, Zona Leste da cidade. A vítima tinha um quarto alugado na casa do suspeito.

Corpo foi enterrado no quintal da casa onde o suspeito morava com a vítima (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

“Ele alega que ocorreu durante a noite, quando chegou na residência e desconfiou que o homem estava abusando da mãe. Ela é deficiente física, não fala, não anda, vive em estado vegetativo. Os dois tiveram uma discussão e durante a briga ele pegou um pedaço de pau e deu três pauladas na cabeça da vítima. Ele ficou pensando o que fazer com o corpo e resolveu enterrar no quintal, onde tinha um buraco de um pé de mamão. Ele aumentou a cova e enterrou”, conta o delegado responsável pelo caso, Daniel Moreira.

Na delegacia, o suspeito deu detalhes de como ocorreu o crime e não mostrou arrependimento.

“Eu sai para tomar duas cervejas com a mulher. Quando voltamos, me deparei com ele dentro do quarto [da mãe]. Minha mulher quem viu e perguntou o que ele estava fazendo. Perguntei o que ele estava fazendo lá e ele disse que tinha escutado um barulho. Eu disse que não era para ele está dentro da minha casa. Ai eu fui lá, dei três pauladas e matei. Se ele estivesse vivo eu fazia de novo, fazia a mesma coisa”, declarou o suspeito.

Uma equipe da força tarefa de homicídios foi até a residência indicada, junto com equipes do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto de Medicina Legal (IML).

“Após o crime ele fugiu para a cidade de Lagoa Grande, junto com a mãe e ficou pensando onde iria deixar a genitora, porque ele queria se apresentar na delegacia. Hoje [4] ele procurou nossa equipe, mostrou o local e ele mesmo cavou, com uma frieza que impressiona”, detalhou Daniel Moreira.

G1/PETROLINA