CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

segunda-feira, 5 de junho de 2017

20 mil peixes são soltos no Rio São Francisco durante ação de peixamento simbólico em Petrolina, PE

Alevinos da espécie 'piau verdadeiro' foram soltos durante a ação. (Foto: Jonas Santos / Prefeitura de Petrolina)

Em referência ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta segunda-feira (5), 20 mil peixes foram soltos durante ação de peixamento simbólico do Rio São Francisco, que ocorreu no Círculo Militar, localizado na Orla de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A iniciativa busca auxiliar no processo de revitalização do rio, através do povoamento, do repovoamento e da estocagem de alevinos, peixes recém-saídos do ovo.

Através do aumento do número de peixes, a ação pretende beneficiar o meio ambiente e também a economia local. Os peixes soltos durante a ação são provenientes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro.

Participaram do peixamento representantes da prefeitura de Petrolina, da Codevasf, do Exército Militar, do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão – PE), da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), além de pescadores, barqueiros, ambientalistas, alunos de rede municipal e pessoas no local.

Os peixes soltos no rio durante a ação são da espécie 'piau verdadeiro', que é nativa do 'Velho Chico'. O superintendente regional da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, ressaltou as vantagens do cultivo da espécie. "O piau é uma espécie de crescimento rápido, sobretudo nos seus doze primeiros meses, e pode ser criado para várias finalidades, como a produção de carne, a pesca esportiva e até a ornamentação", descreveu.

O peixamento simbólico faz parte do programa de ações do projeto de revitalização do Rio São Francisco, o 'Orla Nossa', realizado pela Prefeitura de Petrolina, através da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) e da parceria com o Governo do Estado e o IF Sertão – PE.
O projeto também envolve a retirada de baronesas (plantas aquáticas) das margens do Rio São Francisco e a identificação e fechamento de pontos de esgotos clandestinos. Segundo a prefeitura, já foram retiradas 1.400 toneladas de baronesas e 40 toneladas de sedimentos contaminados da margem do rio.

Durante o peixamento simbólico, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, destacou o papel da cidade no processo de revitalização do Rio São Francisco. “Petrolina mais uma vez é pioneira no cuidado ao rio, pioneira nas ideias, no trabalho. Daqui, vamos partir para muito mais resultados da preservação do meio ambiente, do rio e da caatinga”, disse.

Do G1/Petrolina