CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

LOJA FRANCK ELETRO

LOJA FRANCK ELETRO

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

Italínea

Italínea
BREVE EM PETROLÂNDIA

PANIFICADORA DOCE PÃES

PANIFICADORA DOCE PÃES

CHURRASCARIA COME-SE BEM

CHURRASCARIA COME-SE BEM

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

terça-feira, 18 de abril de 2017

Sertão de Pernambuco possui 670 poços perfurados, mas não estão sendo utilizados, diz ministro Fernando Filho


Durante evento realizado nesta segunda-feira (17.04), em Petrolina, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, afirmou que no Sertão pernambucano há 670 poços com alguma vazão, os quais estão perfurados, georreferenciados por GPS e não estão sendo utilizados.

De acordo com o ministro, o levantamento foi realizado pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) que pertence ao seu Ministério. A empresa é responsável por pesquisar e estudar todo subsolo brasileiro, inclusive os recursos hídricos. Fernando ainda mencionou que o número de poços pode ser bem maior, já que o índice se refere ao ano passado.

O primeiro esforço é para equipar o maior número possível desses poços, além de também buscar no programa de barragens subterrâneas, que foram identificadas em alguns mananciais, quais serão realizados primeiro para atender a necessidade da população levando em consideração as questões técnicas avaliadas pelo CPRM.

“Estou levando muita fé no esforço que a Codevasf e a Secretaria de Agricultura de Petrolina vem fazendo para conseguir implementar uma série de ações para no curto e médio prazo atenuar a situação hídrica que é muito delicada para o nosso rio.”, declarou Filho.

Sobradinho

Segundo Fernando Filho, no ano passado a Barragem de Sobradinho chegou durante esse mesmo período, final do inverno, com 34 a 35% de capacidade e, hoje, estamos com 15 a 17%. “Vamos enfrentar em setembro, outubro, novembro, uma situação de muita dificuldade de escassez de água.”, pontuou.

Por isso, o objetivo do Ministério de Minas e Energia é correr com alternativas como perfurações de poços e de pequenos sistemas de ramificações de abastecimento para minimizar os efeitos da seca, que está sendo enfrentada pelo quinto e sexto ano seguido. “Todos precisam fazer algum esforço para preservar o Rio São Francisco.”, mencionou o ministro.

Via PE Notícias