CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 18 de abril de 2017

MPPE requer na Justiça que Banco do Brasil reabra agência explodida em Cupira

Agência bancária de Cupira ficou destruída após a ação dos criminosos em 8 de abril de 2016 (Foto: Wesley Santos/Divulgação)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ingressou com uma ação civil pública para requerer à Justiça que o Banco do Brasil de Cupira, no Agreste, seja reaberto. A agência está fechada há mais de um ano, desde que o estabelecimento foi explodido em 8 de abril de 2016.

Por e-mail, o G1 solicitou um posicionamento à assessoria de imprensa do Banco do Brasil, mas - até a publicação desta matéria - não recebemos resposta.

O promotor de Justiça Leôncio Tavares Dias ressaltou que desde que a agência foi alvo de explosivos, os atendimentos bancários foram comprometidos em Cupira. Em resposta às solicitações ministeriais, o Banco do Brasil disse que remanejou os funcionários da agência local para as cidades vizinhas, a fim de reforçar o atendimento.

“Quanto ao prazo de reabertura da agência, o banco alegou não ser possível fazer qualquer previsão, porque as equipes de engenharia estavam efetuando o levantamento das avarias causadas na estrutura predial, para posterior elaboração de laudo”, destacou o promotor de Justiça.

Em março deste ano, a Prefeitura de Cupira informou ao MPPE que o banco mantinha uma agência com atendimento limitado no Centro, sem a realização de serviços como compensação bancária, realização de saques, emissão de extratos, obtenção de cartões ou talões de cheques e nem acesso a guichês de caixas ou terminais de autoatendimento.

Ainda segundo a Prefeitura, o banco teria informado que a reforma da agência estava em processo de licitação, conforme destacou o ministério.

Do G1/Caruaru