CLIMAGEM

CLIMAGEM

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

LOJA FRANCK ELETRO

LOJA FRANCK ELETRO

DRA. ANA CLÁUDIA XAVIER - FISIOTERAPEUTA

DRA. ANA CLÁUDIA XAVIER - FISIOTERAPEUTA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

FRIGORÍFICO J & R CARNES & CIA

Italínea

Italínea
BREVE EM PETROLÂNDIA

PANIFICADORA DOCE PÃES

PANIFICADORA DOCE PÃES

CHURRASCARIA COME-SE BEM

CHURRASCARIA COME-SE BEM

SENHORINHA GÁS

SENHORINHA GÁS
O GÁS MAIS BARATO DA CIDADE

LOJA D' BRUM

LOJA D' BRUM

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES

CLÍNICA ODONTOLÓGICA ANTÔNIA LOPES
CIRURGIÃO DENTISTA DR. FÁBIO LOPES

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

CLÍNICA E LABORATÓRIO 'JAQUES'

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

POSTO DR COMBUSTÍVEIS

LANCHONETE PATRIOTA

LANCHONETE PATRIOTA

NEGUINHA SALGADOS

NEGUINHA SALGADOS

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

Dra. MARIA RAPHAELA COUTO

DR. ÉRICO HEBERT

DR. ÉRICO HEBERT

DR. JEFFERSON TÉCIO

DR. JEFFERSON TÉCIO

FRIGORÍFICO JB

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Comemoração da Data Magna em Pernambuco será feriado estadual


Nos próximos dias, Pernambuco deve ganhar um novo feriado estadual. A proposta que transforma em feriado a Data Magna do Estado, 06 de março, foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepe e deve ir ao plenário na próxima semana. O dia lembra o início da Revolução Pernambucana de 1817, primeiro movimento pela independência do Brasil. O texto tem o apoiamento de 42 dos 49 deputados estaduais.

"Meu objetivo foi fazer justiça. Existe uma Lei Federal que determina que todas as Datas Magnas são feriado estadual. Pernambuco é o único Estado brasileiro que não tinha decretado esse feriado. A gente entende que só com uma providência dessa as pessoas vão começar a despertar para a importância do que foi a revolução de 1817. Enquanto ela ficar na coisa do dia a dia, as pessoas não vão despertar para isso", explicou Terezinha Nunes (PSDB), autora do projeto, ao lado do deputado Isaltino Nascimento (PSB).

Terezinha também foi à deputada que propôs a criação da Data Magna, em 2007. Dois anos depois, uma proposta de Antônio Moraes (PSDB) transferiu a comemoração para o primeiro domingo de março. Na CCJ, o tucano foi o único a se manifestar contrário ao feriado no dia 6, pelo impacto que o dia a menos de trabalho pode ter na economia e no comércio. Romário Dias (PSD), que foi relator do texto, era inicialmente contra, mas foi convencido de que o feriado é importante.

"A gente teve a ideia de propor esse feriado exatamente para quebrar esse imobilismo de Pernambuco em relação à sua história. A revolução de 1817 foi o maior movimento da independência e o Brasil não conhece porque os pernambucanos também não conhecem", justificou Terezinha.

Via PE Notícias